sexta-feira, 16 de julho de 2010

Lindos e exuberantes como um leão- Semana da Moda de Paris Chanel Couture




No cenário exuberante do desfile da Chanel  Couture inverno 2011 , o leão apoiado sobre uma pérola gigante. Abaixo dele modelos desfilando em uma passarela circular. Olhando a foto panorâmica temos a imediata impressão de que temos diante de nós um ícone referencial da moda que como a própria imagem do leão demonstra , é uma realeza.  O rei da floresta com todo o arquétipo que sua imagem representa nos faz lembrar que quando vemos um símbolo Chanel, nos damos conta do quanto ela pode ser a representação deste leão na moda. Uma marca que já não é mais considerada como marca apenas no sentido de marketing comercial, Chanel é a representação da história da moda. Ela é a legitimação de uma identidade criada por Gabrielle Bonheur Chanel ,  (Saumur, 19 de agosto de 1883 - Paris, 10 de janeiro de 1971) também do signo de Leão, que inconformada com as roupas usadas no seu tempo resolveu inovar e se tornar o vetor precursor do conforto e de uma elegância básica de uma moda atemporal . A simplicidade em meio a roupas ornamentadas que era costume no século XIX recebeu olhares de espanto e admiração , a ambigüidade das opiniões referentes ao estilo Chanel foram se dissipando e tornando-se uma unanimidade de elogios e admiração . Em 1910 Chanel abriu sua primeira loja, a Casa Chanel , nesta ela vendia penas chapéus para mulheres, o estilo simples encantou os parisiences que frequentavam o Jóquei clube da cidade. Sua ousada mistura de trajes femininos e masculinos foi um dos motivos de choque da sociedade machista da época, mas esta foi apenas uma centelha que chocaria a população machista. Ainda havia seu emprego em cabarés onde ela encontrou sustento cantando a música  ”Qui qu´a vu Coco dans le trocadero?” (de onde originou seu apelido Coco).

Coco Chanel costumava dizer que no mundo da moda havia um excesso de homens que não sabiam como proporcionar o conforto às mulheres e foi em busca deste conforto que ela estabeleceu sua identidade, libertando as mulheres das faixas apertadas, corpetes e saias com excessos de babados, ela percebeu que a mulher poderia se sentir poderosa se vestindo com simplicidade.


Jérsei, cardigan, sapatos sem salto, vestidos de corte a direito e sem mangas, jaquetas, saias plissadas, tailleurs, bolsas com alça de corrente dourada ,colares de pérolas falsas: Estas são algumas peças que se tornaram  marca registrada do estilo Chanel , da elegância e conforto. Além do vestido preto que tornou-se celebre no estilo Chanel. Básico e elegante! O minimalismo em uma época de exageros. Assim com toda esta coragem de quem acredita no que pensa , Coco Chanel se tornou um grande império e em pouco tempo suas lojas se espalharam por Paris e pelo mundo. No ano de sua morte, em 1971, aos 87 anos, no luxuoso Hotel Ritz de Paris, Coco Chanel ainda trabalhava ativamente, desenhando uma nova coleção. Sozinha, no quarto do Hotel Ritz, onde viveu por cerca de 33 anos, a estilista teria dito a uma camareira que estava em seu quarto: “Vê? É assim que se morre. Sozinha, mas sempre chique”. O seu funeral foi assistido por centenas de pessoas que vestiam suas roupas em sinal de homenagem. O ano de 1983 foi marcado pela chegada de Karl Lagerfeld à empresa como diretor artístico da marca tanto para a linha de alta-costura quanto para a de prêt-à-porter. O estilo clássico criado por mademoiselle Chanel, revitalizado por Lagerfeld, atravessou o século 20 e se tornou atemporal. 

Hoje a marca é um verdadeiro império e o Leão que foi colocado no desfile não poderia representar melhor sua história.

No desfile da Semana da Moda de Paris o estilo básico se mistura com referências românticas sombrias carregadas de detalhes conciliando a sobriedade com a exuberância, cores como o preto, marron , vermelho, dourado, verde militar , prata, azul marinho, se misturavam a detalhes cuidadosamente compostos de pérolas, cristais, bordados, ornamentos e peles criando uma atmosfera de luxúria e desejo. Um toque de orientalismo estava no ar e a silhueta anos 50/60 estavam presentes afirmando que a tendência vintage ainda nos acompanhará for a long time. Fico satisfeita por isso!
Vejam as fotos!












Um comentário:

  1. AdoooGooo td isso!!! Bjuuu

    Coisas de Meninas
    http://coisasdemeninas.com

    ResponderExcluir